Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miriam Pacheco

20
Fev19

Lua Cheia em Virgem. Quiron entra em Carneiro. Marte em Touro. Conjunções Venusianas.

Mapa Astrológico Miriam Pacheco.png

 

Já consegues respirar e sentir a brisa de um novo começo. Tudo já mudou. Olhas para trás e já não há caminho. O que ficou lá atrás é passado, já não pode ser alterado e não existe nada mais que pudesses ter feito para consertar, reparar, reconstruir. Tudo foi como tinha de ser. Como era necessário ser. 

Ainda sentes a agitação, mas olha em volta. Já terminou. Sacode o pó. Não fiques preso à ilusão de que ainda podes fazer algo. Já está tudo feito. E a brisa de uma nova aventura já se faz sentir. Apesar de todo o caos que estás a viver em simultâneo. Agora o momento é teu. Descansa. Purifica-te. Alimenta-te. Cuida do teu estômago. E aceita que nem tudo corre do jeito que pensas, porque, independentemente da tua idade, ainda és um ser em crescimento e, ao contrário do que achas, nem sempre sabes o que é melhor para te cumprires e alinhares. E é assim que a vida te vai mostrando o que não conseguias ou te permitias ver e aceitar. 

Os tempos ainda serão um pouco turbulentos, mas é o percurso natural de grandes processos de mudança de vida. Estás a construir uma nova vida. Estás-te a descobrir como nunca antes. Aceita esse processo. Apoia esse processo em ti e segue em frente. Em frente. Sempre em frente. Apoia-te na positividade e não te deixes apanhar na confusão. Não existe mais nada que possa ser feito. Nada mais pode ser alterado ou modificado. Em frente. Confiando na Vida. Tudo está bem e vai ficar ainda melhor. É só deixar a poeira assentar. Outros momentos se seguirão. 

09
Fev19

Tigre - Animal de Poder

tigresimbolo.jpg

 

 

Símbolo da classe guerreira. Este animal caçador é ambíguo relativamente à sua simbologia: ora evocando e representando um princípio ativo, ora, por oposição, um princípio passivo. O chumbo oposto ao mercúrio. O sopro oposto ao sémen.

Fascinante e aterrado. A sua beleza é cruel, refletindo a sua natureza felina e a sua poderosa força instintiva. A força da fé e do esforço espiritual. Guardião e protetor.

 

Na Malásia, o curador tem o poder de se transformar em tigre. Não devemos esquecer  que, em todo o Sueste Asiático, o Tigre- Antepassado mítico é visto como iniciador. É ele que conduz os neófitos à selva para os iniciar, na realidade para os matar e ressuscitar. (ELIC, 306)

 

 

Considerações relevantes

Ao analisar a Águia, enquanto símbolo, devemos ter sempre em consideração, a sua localização espácio-temporal, a sua expressão corporal, as suas características físicas, entre outros aspetos. São estes que nos fornecem pistas e informações acerca do seu sentido e significado.

A expressão e os significados simbólicos invocados pretendem ser um despertador direto, simples, sugestivo, aberto, permeável e em permanente (des)construção.

 

 

 

Créditos da imagem: Shutterstock.  

31
Jan19

ÁGUIA - Animal de Poder

AGUIANALINKUMARA.jpg

 

 

Mensageira (ou substituta) da mais alta Divindade Uraniana e do Fogo Celeste, a Águia representa e acompanha os maiores deuses e os maiores heróis, tanto na nossa, como em tantas outras civilizações.

Símbolo primitivo e coletivo de Pai (assim como de todas as figuras de paternidade), associado ao Dia, ao Sol e ao Sul. É o animal primordial iniciador que estabelece a ligação entre os vários mundos. A sua imagem está relacionada à transcendência, às energias inconscientes e a poderes excepcionais acima das contigências terrenas. Contemplação, Ascensão, Realeza, Rejuvenescimento, Potência, Visão, Regeneração Espiritual espelham a importância da Águia enquanto símbolo, histórico ou mítico, na cultura do Homem.

 

O Altíssimo envia a Águia em socorro dos homens, atormentados pelos maus espíritos que lhe trazem doenças e a morte; mas os homens não compreendem a linguagem do mensageiro; Deus diz-lhe para dar aos homens o dom de xamanizar; a águia torna a descer e engravida uma mulher; esta dá à luz o primeiro xamã (HARA, 318)

 

Associada a caçadores nómadas, guerreiros, conquistadores, reis, chefes, xamãs, sacerdotes e adivinhos, a Águia, como qualquer outro símbolo, tem também o seu aspeto noturno, a sua polaridade lunar. Aí falamos da preversão do seu poder, do exagero do seu valor: a Águia enquanto figura agoirenta, dominadora, tirânica, símbolo de poder inflexível, devorador, orgulhoso e opressor.

 

 

 

Considerações relevantes

Ao analisar a Águia, enquanto símbolo, devemos ter sempre em consideração, a sua localização espácio-temporal, a sua expressão corporal, as suas características físicas, entre outros aspetos. São estes que nos fornecem pistas e informações acerca do seu sentido e significado.

A expressão e os significados simbólicos invocados pretendem ser um despertador direto, simples, sugestivo, aberto, permeável e em permanente (des)construção.

 

 

* Créditos da imagem: Nalin Kumara

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D